terça-feira, 4 de janeiro de 2011

O AMOR FRATERNO

"Com toda pureza entreguem-se ao amor fraterno. Temam a Deus com amor." Regra 72, 8-9. Em uma época em que a palavra amor é usado e distorcida São Bento nos dá o verdadeiro sentido do amor cristão. Este deve ser puro. Não cobiçar interesses próprio e nem muitos menos esconder a verdade para não ser rejeitado ou ser bem aceito na sociedade. Hoje em nome do amor se procura o dialogo e aceitação de tudo. Se iguala Cristo aos outros lideres das grandes religiões. Se mistura doutrinas diferente e contraditórias entre elas. O amor é a desculpa para se tolerar todos os vícios. Mas o amor sincero não exclui a verdade e a sinceridade. Ele também exige a correção fraterna quando um irmão em Cristo está seguido o caminho do pecado e seguindo falsas religiões. Temer a Deus é necessário. A palavra temer para muitos significa ter medo de Deus por que ele é poderoso e só obedece-lo por temor da condenação. Mas São Bento afirma com precisão: "Temam a Deus no Amor." O perfeito temor de Deus é fruto do amor que não deseja outra coisa a não ser a união com Deus. A alegria de uma consciência tranqüila por ter escolhido a vontade de Deus e não a sua própria vontade. Porque a vontade de Deus é o melhor para nós. Mesmo que por causa desta escolha tenhamos muitos sofrimentos. É pelo temor a Deus que surge o verdadeiro amor fraterno. Amor que não é condicionado por questões de simpatias, de companheirismo. Mas pela convicção firme de por Cristo e em Cristo fomos feitos irmãos um dos outros e professamos o mesmo Cristo como Nosso Senhor e Deus. Entregar-se ao amor fraterno é competir com outro na honra mútua, na atenção à dor do irmão, na sincera correção se este estiver no erro. Este amor não é como o amor que mundo mostra e divulga. O amor do mundo não puro. A fraternidade do mundo reúne quem busca os próprios interesses. A amor em Cristo busca a glória de Deus e Cristo e o bem eterno do irmão. almeja primeiramente que o outro se una a Cristo e o obedeça , servindo-o naqueles que foram feitos pela fé no memso Cristo filhos de Deus. Só este amor que vem de Deus pelo Espírito Santo que nos foi dado por Cristo atende ao critério da pureza que São Bento escreveu. "Com toda pureza entreguem-se ao amor fraterno."

Nenhum comentário:

Postar um comentário