quarta-feira, 27 de abril de 2011

A IGREJA: COLUNA DO CRISTIANISMO

"Eu amo a Igreja e gostaria de sustentá-la com todas as minhas forças, para a defesa de nossa fé cristã." Santa Joana d´Arc.

Sendo o cristianismo a religião que crer em Cristo, como enviado por Deus e como aquele por quem nós temos acesso a Deus, A Igreja,  é a coluna que sustenta esta fé. Há no entanto muitas pessoas que amam, admiram e procuram servir a Cristo; mas desprezam a Igreja. Na verdade há aqueles,  que chegam a dizer que Cristo não fundou e não quis a Igreja, como a instituição visível e encarregada de levar ao mundo o seu nome e sua doutrina,  e como sinal e prenúncio da reinado de Deus na Terra. Tal como Lutero dizem sim a Cristo e não à Igreja. Como se pudesse haver separação entre Cristo e sua esposa. E há os que entendem a Igreja, apenas como o conjunto dos que crêem em Cristo no intimo de seus corações. Uma igreja que seria a soma eventual ou localizada de todos os crentes e não uma instituição com membros, leis e governo próprio.

Santa Joana d´Arc em sua fé firme e perseverante, em poucas palavras,  disse o valor e a necessidade da Igreja. Esta existe para sustentar a fé daqueles que crêem em Cristo. Pois primeiro vem a fé e pela fé nós nos tornarmos membros da familia de Cristo, a Igreja. E só na Igreja podemos ter nossa fé sustentada e aumentada, porque ela nos dá os meios e nos garante a verdadeira doutrina, já que é sustentada pelo Espírito Santo, para crescermos na santidade. 

Embora hoje presenciemos muitos grupos se nomearem de igreja, uma só é a esposa do cordeiro. E a sua marca é inconfundível. Ela é católica, ou seja, não nasceu por causa de um líder cristão, nem por causa de uma divergência doutrinária. Ela é unica principalmente em sua doutrina e também em sua forma de governo. Se assim não o fosse, o cristianismo teria se tornado uma federação de igrejas nacionais , uma espécie de CONIC, reunindo todas as mais variadas doutrinas e de moral ao gosto de cada membro.  Nunca uma igreja assim poderia ter conquistado os bárbaros, dominado a Europa e chegado as Américas. Unidade de fé e governo foram e são essencias à Igreja para o bem do cristianismo. Embora esta mesma Igreja não se reduza a uma organização e seja muito mais do que os seus membros, quer indiviulamente quer no todo , proque ela é o corpo mistico de Cristo e desta  forma alcança tambem aqueles que fora de seu corpo visivel, sem culpa pessoal, vivem a lei natural e de certa forma se tivessem conhecimento, nela entrariam e produziriam mais frutos mais do que muitos que fazem parte de sua forma visível. 

Membro vivo da Igreja, Santa Joana d´Arc é um dos mais significativos exemplos de amor a esta mesma igreja, apesar de haver enfrentado com inimigos mortais, membros desta, e precisamente aqueles que eram os pastores, que tinham o dever cuidar dos cordeiros e não destruí-los. Mas ela amava a Igreja porque sabia que esta estava muito acima de um bispo, ou um grupo de bispos. A Igreja era o próprio Cristo, agindo na história e presente em todos aqueles que como ela não tinha outra vontade a não ser obedece-lo e  a organização que sustentava visivelmente no mundo, o próprio cristianismo, apesar de muitos de seus membros estarem mortos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário