sábado, 20 de novembro de 2010

CRISTO REI DO UNIVERSO: DE TODAS AS COISAS VISIVEIS E INVISIVEIS ( Col. 1,16)


"em Cristo foram criadas todas as coisas, no céu e NA TERRA, as visíveis e as invisíveis." Carta do apóstolo Paulo aos Colossenses 1, 16. A solenidade de Jesus Cristo comemorada pelo atual calendário litúrgico no ultimo domingo do Tempo comum pode trazer dois significados e um deles ser mais enfocado do que outro. Para os que vêem Cristo como um mestre de vida, um grande sábio ou mesmo o Senhor e reforçam sua vida humilde e o desprezo que ele teve pelo poder do mundo e pela rejeição a um reino terreno, Rei do universo significa apenas, o Senhor da criação, e o soberano escatológico após o fim dos tempos. Certo é que Jesus é o senhor do universo mas precisamos entender universo como o conjunto de todas as coisas criadas. Inclusive das que forram criadas pelo homem. As nações, as leis, a ética. Como afirma o próprio Apóstolo Paulo em colossenses " Nele foram majestades, domínios, soberanias ou ou autoridades, tudo foi criado por meio dele e para ele." Col. 1, 15-16 Todo poder vem de Deus e até mesmo os que não agem segundo a vontade de Deus tem esta possibilidade concedida por Deus. E prestarão contas de sua ação sobre os outros. Cristo começou a reinar desde a ressurreição a está desde então submetendo seus inimigos como um apoio para os seus pés. O Senhor Jesus depois de ressuscitado elevou-se ao céu e sentou-se à direita de Deus. (Mc 16,19) Cristo recebeu do Pai eterno todo poder no céu e na Terra, embora não vejamos este poder de forma clara e parece que o mundo se governa a si mesmo sem Cristo todas as autoridades a ele estão subemetidas pois tudo concorre segundo os desígnios de Deus para o bem daqueles que o amam e São Paulo também escreve: "Até o presente momento não vemos que tudo esteja submetido a Cristo, mas o ultimo inimigo a ser submetido será a morte então Cristo entregará o Reino que ele conquistou como um troféu de vitória a Deus Pai e Deus será tudo em todos.! Cor 15,25ss Antes o objetivo desta festa era lembrar aos estados nascidos da evangelização cristã e aos seus governos que devem submissão a Cristo cumprindo suas leis. Este aspecto está relegado a um plano menos importante e por muitos é rejeitado. Um Cristo poderoso no céu e num universo cósmico formando por anjos e espíritos que o obedecem não incomoda. Um Cristo vitorioso e juiz e legislador que ao qual as nações e os governantes devem ser submetidos é entendido como triunfalismo religioso e intolerância. porém é preciso não separara do Cristo Rei do universo após o final dos tempos do Cristo Rei das nações aqui e agora. E seremos julgados dignos do reino Eterno por nossa obediência a Cristo nesta vida e na terra pois é fundamental obedecer antes a Deus que aos homens. Nosso Senhor Jesus Cristo rei do Universo. Da terra (as coisas visíveis) e do Céu ( o mundo invisível e criado) desta forma fica unidas nesta solenidade tanto a realeza social de Jesus Cristo bem como o seu reinado eterno em que os amigos leais de sua realeza reinarão por toda a eternidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário