quarta-feira, 1 de junho de 2011

CATOLICOS EM MEIO A CRISE

A Igreja sempre passou por grandes crises. E nestas crises foram muitos os que a quiseram  purifica-la. Faze-la voltar as origens apostólicas segundo suas ditas intenções.  
Esquecemos que a Igreja não nos pertence. Elas pertence a Cristo e ele a conduz segundo a sua vontade. Muitas vezes queremos a Igreja conforme a nossa vontade. Os que não gostam de rituais externos, a querem voltada para o serviço aos pobres e despojada de todo viabilidade externa de poder; para outros, a Igreja deve manifestar a glória da Nova Jerusalém descrita no apocalipse com que de mais preciso existia na terra. Querem uma Igreja que domine povos e nações, E há os que nem crêem mais na Igreja. Crêem apenas na fraternidade universal dos homens, no amor entre diferentes, renunciando a tudo que traz divisão e não admitindo A Verdade, mas as verdades de cada um.
Devemos pedir ao Espírito Santo com fervor que em meio as crises dos homens da Igreja permaneçamos serenos e firmes em nossa fé. Não nos deixemos tentar pelo desejo de reformar a Igreja segundo a nossa vontade. Abracemos com firmeza sim, o que esta ensinou e ensina; mas fiquemos também tranqüilos confiando no Senhor da Igreja em meio as tempestades. A seu tempo, Jesus, tal como estava na barca de Pedro, acordará e ordenará aos ventos e a chuva e se fará grande bonança. Entreguemos o destino à Igreja à vontade de Deus. E perseveremos firmes na fé amando a Igreja como  todo o nosso poder, como o fez Santa Joana d´Ar, filha fiel da Igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário