sábado, 15 de outubro de 2011

VIVA O PAPA PASTOR

Jesus, isto é certo e fundamental para se afirmar católico, entregou a Pedro antes que aos outros onze, o poder de ligar e desligar no Reino dos Céus. Mt 16, 17-18. E  confiou após a ressurreição dele, as ovelhas e os corderinhos ao mesmo Pedro.Jo 21,16-17. Ele é o pastor visível de todas as igrejas locais e sua sede está em Roma porque era necessário que o cristianismo chegasse a capital do Império ( Atos 23,11) sustentáculo do paganismo, para que o derrotando o mais forte,(Lc.11,21-22) se apoderasse de seus bens. Satanás dominava o mundo pagão por meio do Império romano, que promovia todas as religiões falsas. Jesus toma a cátedra de Satã e o derruba do poder pelo sangue de Pedro, que foi martirizado em Roma e pelo de Paulo, que também morreu em Roma em Testemunho da fé.
No decorrer da história da Igreja, a primazia de Pedro assumiu vários formas externas de apostolado. Uniu-se ao papa pastor, o papa rei de todos os estados cristãos, a quem deveria estar submetido o poder temporal dos governantes. E certas formas de honra-lo ficou semelhante em muitos aspectos ao culto que se prestava aos imperadores de Roma. Até o título pagão que o imperador usava, Pontífice Máximo, ou Sumo pontífice, foi e é utilizado pelo papa. Mas São Bernardo mesmo em certa ocasião chamou a atenção do papa da época, a não esquecer que ele, o papa devia agir mais como pastor do que como juiz de coisas mundanas. (Carta de São Bernardo ao Papa Eugênio III  V. 6 a 8 Link www.ricardodacosta.com/textos/bernado2.htm) 
Muitos católicos tradicionalistas sonham em ver novamente o papa erguido nos ombros de outros homens como se estivesse em um andor para ser visto por todos, como se isto o fizesse mais papa, mais pastor. Grande engano. O papa se torna mais papa, quando mais se assemelha ao divino mestre na humildade. E não perde um pingo de sua autoridade e primazia por causa disto. Nunca houve um rei tão glorioso e tão vitorioso como Jesus montado em jumento e entrando em Jerusalém. Nunca houve glória maior do que a de um Deus que se oculta nas aparências de um pequeno pedaço de pão e que necessita de uma custódia de ouro puro para torna-lo mais visível e apresentável e no entanto é  o Cristo sacramentado mil vezes mais valioso do que a custódia mais cara e mais rica de pedras preciosas. Assim toda a glória humana prestado ao papa como rei ou novo imperador, não o faz mais papa e nem mais sucessor de Pedro. Se no passado ergue-lo em cadeira  ou sede gestatória era de certa forma compreensível para que visse a todos e fosse visto por todos, hoje temos recursos tecnologias melhores que se prestam a isso. O que desejam, um papa triunfalista e poderoso a semelhança dos que governam o mundo não compreenderam ainda a valiosa frase de São Lerão  Papa, o Grande. Maior é o papa quanto mais ele se portar e se proclamar como O SERVO DOS SERVOS DE DEUS.



Nenhum comentário:

Postar um comentário