quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

O PRIMEIRO MANDAMENTO

Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração. Mc 12,30

Amar a Deus de todo coração é nada considerar superior a Deus e aos seus mandamentos. E preferir perder a vida do que desobedecer a Deus. Porque onde está o nosso coração, aí está o nosso tesouro. e quem coloca o Poder e o dinheiro acima da vontade de Deus, comete o pecado de idolatria.

de toda a tua alma Mc 12, 30

Amamos a Deus de toda a nossa alma, quando as faculdades da alma, que são a vontade e a inteligência, estão voltadas para Deus. Deus se torna o centro de todas as nossas ações. Não reservamos para Deus um período em nossa vida, uma hora no dia, como se fôssemos divididos. Num período somos a alma que trabalha, se diverte, e em outro, a alma que reza. Não. Tudo fazemos em nome do Senhor; as ações rotineiras diárias se tornam também ações de culto a Deus.

de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças. Mc 12, 30

O amor a Deus com todo o nosso entendimento, considera que nossa inteligência deve procurar saber qual a vontade Deus por meio da oração e do estudo e meditação da Palavra de Deus. E indica também, que aceitamos a revelação que Deus faz de si mesmo, de modo indireto, na natureza, pela contemplação da ordem nas coisas criadas, mas de modo pleno e perfeito, através do seu único Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, pois é ele aquele que sabe quem é Deus, e o único que pode nos revelar quem Deus é, como ele nos revelou por sua vida, morte e ressurreição, que Deus é Amor que se doa, sustenta e salva. E amamos a Deus com todas as nossas forças quando nossa vontade consiste em renunciar aos nosso vícios e hábitos, ao fazermos violência a nós mesmos, renunciando ao que nos traz prazer , mas nos prejudica diante de Deus, Quando suportamos por amor de Deus, as ofensas e incompreensão que sofremos. Pois só com a nossa força dirigida a Deus, somos capazes de amar e perdoar como Deus nos pede, por meio de Cristo.

Aos irmãos que lerem este tópico, peço a gentileza de uma oração em meu favor, para que eu, que escrevi tudo isso, seja  também  o que pratica o que sei pela inteligência;  que o assuma pela vontade. Pois de nada vale o culto público a Deus, se não estiver unido ao verdadeiro culto a Deus em Espírito e verdade, como bem disse o escriba, que perguntou a Jesus qual o maior e o primeiro dos mandamentos. "...que amá-lo de todo o coração, de todo o entendimento e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios." Mc 12, 33

Nenhum comentário:

Postar um comentário