sábado, 18 de fevereiro de 2012

CARNAVAL PARA CATOLICOS

Por que os católicos brincam durante todo período do carnaval e na Quarta-feira de cinzas alguns vão a missa se considerado ainda fiéis católicos? Evangélicos praticantes fazem retiros e cultos. Até seitas espiritualistas se afastam para encontro nesse dias de carnaval. Vejam o exemplo do  Encontro para a Nova Consciência que realizam em Campina grande.
É possível brincar  o carnaval sem praticar os excessos na bebedeira, na promiscuidade sexual? É possível impedir que o coração fique endurecido pelo excesso na comida e na bebida como alertou Jesus,  durante estes dias? Se quase 100% dos que brincam o carnaval aproveitam esta ocasião para fazer tudo  o que não fazem durante o  restante ano, como vestir-se de mulher, embriagar-se até cair, consumir drogas, como pode ainda se considerar católico quem freqüenta esta festas, no meio desta gente, que faz tudo isto? Estariam estes ditos católicos,  como pensam "ingenuamente"  até os padres, brincando sem excessos?  
Mas a simples presença de católicos nestas orgias não estariam aprovando este verdadeiro bacanal grego, ressuscitado  dos profundezas do Império Romano, em que o deus do prazer, da orgia, Baco, é novamente adorado? É possível ser Católico fiel e verdadeiro folião?  Ou já não são ou nunca foram verdadeiros católicos, estes que se dizem assim, e nos dias de carnaval fazem tudo ou até mais do que faziam os antigos pagãos romanos? Que Deus tenha misericórdia dos pecadores e os afastem de cair nas armadilhas do pecado neste carnaval. E mais ainda:  Tenha piedade daqueles que abençoaram estes dias de festas, não falaram no pecado, e até se uniram aos outros deuses da cultura brasileira, para  expressarem que são todos da lado da paz e do amor; mesmo deixando as ovelhas nas garras dos lobos, pois Jesus nunca negou o pecado e se foi ao encontro dos pecadores, o fez  para faze-los adquirir a dignidade de Filhos de Deus e não para abençoar seu atos e estado de vida pecaminoso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário