sábado, 2 de agosto de 2014

Culto Externo de Adoração




"Só ao Senhor teu Deus adorarás e só a Ele prestarás culto." Ex. 20,5.

            É antigo o debate entre protestantes e Católicos sobre o culto prestado aos santos e às imagens destes. Para os Protestantes o culto às imagens nada mais é do que uma versão cristã deturpada do antigo culto pagão aos falsos deuses.

             Católico justifica afirmando que nenhum santo é considerado deus, o criador do céu e da Terra e que adorar é uma atitude interna que significado amar acima de todas as coisas; mais do que a própria vida. Porem, no aspecto externo de culto, o protestante percebe que as mesmas ações feitas a Deus, como acender velas, ajoelhar-se, rezar perante uma imagem, carrega-los procissão, são feitas para Jesus que é Deus, sem diferencia-las. No entendimento destes isto é adoração, embora estes não façam nada disto nem mesmo para Jesus. E muitos católicos acreditam que adorar é fazer estas cosias para a imagem para imagem de um santo. Porem ,segundo as Sagradas Escrituras, o que identificava o culto externo de adoração era o oferecimento de holocaustos. Cruentos, com morte da vitima e derramamento de sangue e incruentos como alimentos. (Ver Dt 27,6;1Cr 21,6;Ex 29,18.42;Gn 8,20;1Cr 16,1. Oferendas de alimentos: Jr 44,18; Nm 4,7) ) Israel estava proibida o de oferecer qualquer tipo de sacrifico a outros deuses.(Os 13,2;At 7,41;Dt 32,17;Ex 22,20)  Por isto nem mesmo o uso de imagens sagradas (o Templo de Salomão estava cheio destas) não constituía idolatria porque não se oferecia a estas holocaustos. Apenas quando começou a oferecer incenso a serpente que Deus mandou Moisés fazer (Nm 21,8) é que esta foi destruída. Porque a partir desta data ela se tornou um ídolo , um deus falso. e não porque era uma imagem. (2Rs 18,4)

            Resta saber se o culto católico aos santos apresenta alguma espécie de holocaustos perante as imagens. Nenhum católico oferece alimentos as santos representados em suas imagens, nem sacrifica animais aos mesmos como fazem os cultos afro brasileiros aos seus orixás.  Nem oferece presentes a estes com se faz para o ídolo Iemanjá. A ação que mais se aproxima de uma espécie de holocausto é o oferecimento de velas para a imagem de um santo e o incensar uma imagem.  Mas terá estes atos o mesmo sentido de um holocausto? Como  se faz a um entidade pagã? Segundo a doutrina oficial da Igreja não. A Vela representa Cristo a Luz do mundo e indica apenas que a pessoa invocou a intercessão daquele santo, junto a Cristo. Portando não é recomendado fazer uma oração em que se diga, eu te ofereço esta vela, santo fulano porque aí sim, está indicando um holocausto não cruento. Quando uma  imagem é incensada é  para indicar que saiu do uso profano  e pertence ao Sagrado, a  Deus. Não se coloca grãos de incenso os para ficar queimando como se  exigia dos cristãos perante a estátua do Imperador romano  ou perante a um  deus romano. Muitos cristãos preferiram morrer a fazer isto. E estes são os que veneramos como são Santos, como Santa Luzia, São Sebastião e muitos outros, os chamados mártires.  Seria uma tremenda contradição idolatrar justamente aqueles que morreram para não idolatrar o imperador ou um falso deus. Incensar difere de doar o incenso para o ídolo.

            O único ato esterno de Adoração da Igreja Católica é a santa Missa. E esta é oferecida EXCLUSIVAMENTE a Deus Pai. Porque é o próprio Jesus que se oferece a Deus para a remissão dos nossos pecados. A Missa é a presença atual do único sacrifico do calvário. Mesmo quando se diz a Missa de Nossa senhora da Conceição ou de outro santo, não é a eles que esta é oferecida, mas unicamente a Deus. Estes são mencionados como redimidos pelo sangue de Cristo e lembrados que estão no céu com o Senhor.
            Quando o protestante disser que nos os católicos adoramos as  imagens pergunte a ele se os católicos oferecem alimentos ou animais sacrificados as imagens dos santos;  se ofertam holocaustos a estes como os judeus faziam para deus. S for honesto, ele dirá que não. Então explique para ele que temos um único holocausto, que é a santa Missa e essa é feita apenas para Deus e que ajoelhar-se  pedir a um santo que peça por nós perante a suas imagens, beija-las, são apenas gestos de honra, de homenagem e não indicam adoração,” O rei tornou a enviar-lhe o capitão de uma terceira tropa de cinquenta juntamente com os seus cinquenta. Vindo este, pôs-se de joelhos diante de Elias, e suplicou-lhe e disse: Peço-te, ó homem de Deus, que seja preciosa aos teus olhos a minha vida, e a destes cinquenta teus servos.” 2 Reis 1:13  porque adorar é reconhecer como Senhor da vida e amar mais do que esta mesma. Por isto Jesus implicitamente. Pediu adoração, ao afirmar que se deve ama-lo mais do que a própria vida. Porque só a Deus de pode amar mais do que avida e Jesus afirmou indiretamente que é Deus ao exigir amor absoluto. Lucas 14,26; Marcos 8:35
Prof. Francisco Silva de Castro

Cascavel 02 de agosto de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário