domingo, 20 de dezembro de 2015

NATAL: A VINDA DO SALVADOR

     


     " Esta declaração é fiel e digna de plena aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior.  1Tm 1,15"


Hoje, na cidade de Davi, vos nasceu o Salvador, que é o Messias, o Senhor!  Lc 2,11



       O mundo não admite comemorar no Natal  o Nascimento do Salvador porque não crê mais em  Pecado e nem na necessidade de ser salvo. É por isto que a figura de Jesus é quase um acessório de menor importância nos festejos natalinos. Celebra-se a união, a fraternidade universal, a paz entre as famílias e os povos e se pode até se festejar o aniversario de Jesus como uma pessoa muito importante na história da humanidade. É um aniversario! Justamente o que o Natal não É . Uma festa de aniversário.  Não! O Natal é a celebração do mistério do Deus que se faz homem para salvar do pecado os homens. E só quem tem consciência da necessidade de ser salvo e da realidade do pecado pode comemorar o Natal e o seu verdadeiro significado. 
       A sociedade atual acredita que pode salvar-se a si mesmo pela tecnologia e pelo esforço de sues poderosos. Mas sem Deus e sem o Cristo que se faz um de nós, nunca haveria ou haverá salvação. Porque o pecado é uma realidade que ultrapassa a força humana que feriu nossa natureza de morte. E se não se crer mais no pecado também não se ver mais necessidade de um salvador. Por isto o Natal se tornou uma festa mais pagã do que anteriormente quando se celebrava entre os romanos a festa do sol. Hoje é a festa do consumo, de valores meramente humanos. Porque esqueceram que celebramos não o nascimento de um grande sábio, um filosofo,   um mestre de sabedoria, mas a própria entrada de Deus na historia da humanidade para a partir de dentro salvar esta mesma humanidade. Sem crer no mistério da encarnação de deus como homem jamais se entenderá o Natal. Pelo menos o Natal que se diz Cristão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário