quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ! Jo 8, 32

Nosso Senhor Jesus Cristo disse: "Quem comete pecado é escravo do pecado." Jo 8,34 Deus nos criou livres mas devemos usar nossa liberdade para a comunhão plena com Deus. Somos livres para rejeitar o mal e nos apegarmos ao supremo bem. Deus nos deu a liberdade para escolhermos a Ele e nos dispormos a servi-lo. Porem o pecado trouxe para nossa natureza a tendência mais para o mal do que para o bem. De forma que temos mais facilidade de fazermos o mal do que praticar o bem. Sem Jesus Cristo e sua obediência plena a Deus Pai, todas as nossas ações eram sem valor diante de Deus porque manchadas por uma natureza marcada pelo pecado. Jesus veio revelar a verdade sobre nós mesmos. Nos fez ver que éramos pecadores e que só por meio da fé nele teríamos acesso ao Pai."Se o Filho vos libertar sereis verdadeiramente livres" Mesmo os contemporâneos de Jesus pagãos e todos que nunca chegaram a tomar conhecimento da encarnação do Filho de Deus, obteram a salvações em virtude da encarnação e Redenção de Nosso Senhor Jesus Cristo já que agindo em conformidade com suas crenças e evitando o que em sua consciência, de conformidade com a lei natural, receberam de Cristo, a fonte da Graça, a validade para as boas obras que fizeram sem ter o conhecimento da Redenção, pois eles não tinham culpa do desconhecimento de Cristo e da foram como Deus havia determinado salvar os homens. Tendo sido salvos do pecado, não ficamos livres da possibilidade de pecar. Por isso Jesus diz:"Quem comete pecado é escravo do pecado." Jo 8,32 E da mesma forma, quem ama a verdade procura a verdade.Esta verdade absoluta no que diz respeito à nossa salvação, nos vem de Cristo que nos revelou nossa condição de pecadores e a forma como temos acesso a Deus, por meio da fé e da Graça e por seus méritos infinitos nos alcançou a possibilidade de mérito para nossas obras, pois que sendo feitas em estado de Graça( graça esta merecida unicamente por Nosso Senhor Jesus Cristo) nos conforma à imagem do Filho de Deus, de modo que perante Deus é como se o próprio Filho em nós agisse. Concluímos então que as obras são necessárias diante de Deus para termos a nossa salvação, mesmo que não venha delas mesmas este direito,porém de Cristo, porque como diz o Apóstolo São Tiago em sua carta: "Aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz, este peca" Tiago 4, 17. O pecado nos faz escravos. Cristo Jesus nos liberta dos pecados, na medida em que confiamos nele e o obedecemos com prontidão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário