sábado, 25 de dezembro de 2010

EIS QUE VOS ANUNCIO UMA GRANDE ALEGRIA! Lc 2, 10


"Eis que vos anuncio uma grande alegria que será para todo o povo: é que vos nasceu hoje na cidade de Davi o Salvador que é o Cristo e Senhor." L 2, 10-11 Assim falaram os anjos aos pastores. Sim! Uma verdadeira alegria devemos sentir e manifestar pelo nascimento do Salvador. Alegria que supera as confraternizações, os encontros de familias, embora faça parte desta alegria, estarmos juntos e nos amarmos a nossa alegria é porque nasceu para nós o salvador. Este menino nascido em Belem é chamado de Salvador, Cristo e Senhor.
SALVADOR: Se nasceu para nós um salvador, é porque nenhum de nós poderia salvar-se por si mesmo. Por suas obras ou idéias. Estávamos impotentes e vencidos. Só um salvador poderia nos retirar da escravidão que nos oprimia. A escravidão do Pecado. O Pecado era a força que nos arrastava ao mal e manchava nossas melhores obras e intenções. O salvador nos foi dado para nos mostrar caminho e por sua vida nos retirar do reino das trevas, para o Reino de Deus, no qual passamos de criaturas condenadas, a filhos libertos do poder das trevas.
O CRISTO: Os judeus esperavam o Cristo-O ungido com óleo santo-que viria para estabelecer o reino da santidade, do direito e da paz. O Cristo veio para todos e não apenas para os judeus. Não veio para fundar um reino terrestre mas para nos possibilitar entrar no reino dos céus. As profecias cumpriram-se com nascimento do descendente de Davi na cidade de Belém. Jesus é o Messias dos judeus. Cristo em Grego. O esperando por tanto justos e profetas. Mas o seu povo não o reconheceu e o rejeitou. Seus corações estavam, presos ao bens materiais e ansiavam um rei justiceiro que os libertaria da opressão de um povo estrangeiro. Mas o Cristo veio para libertar todos do domínio do mal, inclusive os não judeus.
O SENHOR: O menino que hoje nasceu para nós é também O Senhor. O Rei de todos as nações. Quis vir pobre em uma familia de humildes pessoas. Mas a sua palavra e o seu imenso amor, ao ponto de dar sua vida, se tornou conhecido no mundo todo. De um extremo da terra ao outro. Nações se colocaram sob o seu poder. Povos se renderam à sua lei. Dele se disse que dominaria as nações com um cetro de ferro. Ele, o Senhor do mundo, veio para servir e triunfando da morte se tornou o Rei dos reis e Senhor dos senhores. Sentou-se à Direita de Deus Pai o todo poderoso e submete todos os povos fazendo-os seus inimigos o assento de seus pés. Mas a sua dominação é suave para os que se rendem ao seu poder. Sua realeza não oprime, nos liberta. Não nos escraviza. Nos firma na verdade. Confere à nossa natureza a dignidade de filhos e reis e não de criaturas. Veio o Senhor com servo e frágil e como uma criança e no entanto ele é sim o unico e verdadeiro Senhor. Porque se doa a todos e nos ama com amor sem limites. Ser súdito em seu reino é mil vezes mais valioso que ser poderoso na terra. Ele mesmo disse: "O menor no Reino dos céus será o maior." Ele que se fez o Menor no reino dos homens. Neste dia em que celebramos o nascimento do Salvador, cristo e Senhor reafirmemos nossa submissão de amor a ele. Tenhamos a pressa e expectativa dos pastores. Vamos à Belem e inclinados junto a manjedoura digamos. Senhor Jesus, Cristo e Salvador, fazei em nosso coração a vossa manjedoura. Somos vossos! Reinai sobre nós. Amem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário