quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O CRISTÃO, LUZ DO MUNDO!

Nosso Senhor Jesus Cristo diz:"Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não anda nas trevas." E em outra ocasião disse referindo-se aos seus discípulos: "Vós sois a luz do Mundo(...)brilhe a vossa luz perante os homens para que vendo as vossas boas obras, glorifiquem o Vosso Pai que está nos céus." Estamos vivendo em uma época anticristã. O Cristianismo é hoje comparada com um humanismo. Basta amar a humanidade e defender os oprimidos e desta forma seremos cristãos. Até se aceita Jesus como luz do mundo, porém este seria apenas uma das muitas luzes vindas ao mundo. Jesus, seria um a mais para nos indicar o caminho do bem. No entanto Jesus é a luz do mundo. E não uma luz para o mundo. Ele mesmo afirmou."Quem me segue não anda nas trevas e também."Ninguém conhece o Pai, a NÃO SER O FILHO e ninguém conhece o FILHO a não ser o Pai. Embora reconhecendo que a Sabedoria divina também se manifesta em outras religiões, principalmente na obediência à lei natural que induz a fazer o bem e a evitar o mel, só Jesus Cristo, Filho de Deus feito homem é esta luz que ilumina todo homem que veio a este mundo. Não só por sua doutrina, porém por ser ele, Jesus quem é. Ele é a luz eterna que estava como Deus e era Deus e veio para o mundo, porém este mesmo mundo amou e preferiram as trevas do que a luz. Por nos unirmos a ele, Jesus, nos tornarmos também nós, luz para o mundo, mostrando por nosso comportamento que as obras do mundo são más. Que o mundo induz ao desejo do poder e do prazer. O católico fiel se aproxima da luz, implora que a luz de Deus o ilumine, para ser um instrumento da Jesus para o mundo, pois eles sabem que não são do mundo, mas estão no mundo e precisam da força de Deus para não se deixar levar pelo mundo. Então buscam em Jesus, luz do mundo, a força para servi-lo e o obedecer em tudo. Imploremos a Jesus luz do mundo a nossa perseverança na pratica do bem e no testemunho de que Jesus é a única e plena luz do mundo, que veio tal e qual o sol, nos iluminar nas trevas deste mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário