segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

O TESTEMUNHO DOS SANTOS


Nosso Senhor Jesus Cristo disse: "Quem perder a sua vida por causa de mim a ganhará." A veneração dos santos cristãos começou com o culto aos mártires da fé. Eles testemunhavam com a própria vida a fé em Cristo nos 300 anos, mais ou menos, em que os cristãos foram perseguidos em todo o Império Romano, como inimigos do Império por se recusarem a adorar os ídolos e ao imperador. Hoje, dia 13 de Dezembro, lembramos a memória da Virgem e Mártir Luzia ou Lúcia nascida em Siracusa, nas terras italianas. Infelizmente o que atrai o povo para a devoção aos santos não é a história da vida deles e sim o poder que atribuem a eles de fazer milagres. Só os santos invocados contra certos males são cultuados e famosos. Santa Luzia tem muitos devotos porque é invocada contra os males da vista. Praticamente é quase uma espécie de deusa dos olhos. Devido ser representada como os olhos num prato e haver se criado a lenda de que os mesmos foram arrancados pelo carrasco antes da morte dela. O nome Luzia indica Luz. Ela seguiu até a morte, Cristo a luz do mundo. Era uma cristã fervorosos que amava Jesus acima de tudo, até mais do que a própria vida. Os santos testemunham para nós que o Evangelho pode e foi colocado em prática. Que Jesus conseguiu que muitas pessoas o amasse e até morresse por ele. A religiosidade popular ignora praticamente a vida dos santos a que tem devoção. Só lembram destes para fazer e pagar promessas. Recorrem a Santa Luzia contra doenças da vista; a Santa Edwiges contra as dívidas; a São Bento contra mordidas de cobra. Porem o mais importante é ignorado. O exemplo que os santos, cristãos e católicos iguais a nós, deixaram. Eles tiveram fé em Jesus Cristo e perderam a vida para não deixarem de professar esta fé. Embora hoje não haja uma perseguição oficial aos cristãos como havia no século III época de Santa Luzia, em alguns países da Religião de Maomé, os cristãos são perseguidos. E nos países outrora cristãos, são ignorados ou ridicularizados. A Religiosidade popular é estimulada. Feriados e homenagem aos santos, romarias, promessas, procissões como a do Círio de Nazaré no Brasil, são incentivadas e permitidas porque não incomodam. Mas a defesa da vida, a denuncia contra a permissividade sexual, estas são atacadas e os que defendem a realeza Social de Jesus Cristo, vistos como medievais, intolerantes e fanáticos. Estamos voltando aos poucos para a mesma sociedade pagã do tempo de nossa santa virgem e mártir, Luzia. Que a sua intercessão nos faça perseverar em servir a verdadeira luz do mundo: Jesus Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário