domingo, 12 de dezembro de 2010

A SANTA REGRA COMO MESTRA.

Não é preciso ser monge para seguir a Regra de São Bento. Mesmo ela tendo sido escrita, para os que vivem em comunidade num mosteiro sob a autoridade de um pai espiritual, o Abade. Ela pode ser seguida com as devidas adaptações a quem vive em família ou sozinho ou em um grupo que não tenha vida em comum. O espírito da Regra de São Bento é a glória de Deus. É o combate para ir morar nos tendas do Reino do Senhor. E para chegar a morar nesta tenda ele aponta para a aplicação prática do Evangelho em nossa vida. Pronta obediência aos preceitos de Deus revelados no santo Evangelho e nas Sagradas Escrituras. Qualquer pessoa, seja homem ou mulher, criança, jovem ou adulto, pode seguir os principio determinadas na Santa Regra. Ela também nos induz à oração liturgia pela recitação da liturgia das horas ou oficio divino. Quando rezemos a liturgia das horas nos unimos com toda a Igreja e rezamos como a Igreja reza. Bebemos nos salmos que recitamos os ensinamentos que Deus nos quer transmitir e prestamos a Ele nossa Adoração e Louvor. O trabalho civil e diário deixa de ser apenas uma necessidade para ganhar o pão de cada dia, mas se torna também uma forma de louvor e obediência a Deus. Na Regra, São Bento insiste que os monges não fiquem ociosos, porque a ociosidade é inimiga da alma. As partes mas voltadas a organização interna do mosteiro, como horários de oração e das refeições, estas se aplicam, claro , apenas aos que vivem em comunidade. No entanto até nestes aspectos mais práticos e próprios de um mosteiro, a Regra nos inspira e nos orienta como dividir o tempo para torna-lo mais proveitoso e não nos prejudicar pelo excesso na realização de uma coisa mais do que outra. É a santa Regra o manual do soldado de Cristo que só deseja servir a soberano e único Senhor de todos. Para os que desejarem conhecer a Regra de São Bento o link está abaixo.
http://www.osb.org.br/regra.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário