sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

CATOLICISMO: ESSE GRANDE DESCONHECIDO

Como um evangélico ver os católicos no Brasil? O que um Evangélico ou protestante percebe é que o catolicismo se resume em devoção a estátuas de santos, romarias, terços e novenas. A missa está também ligada a festa de um santo. No Ceará temos a devoção a São Francisco das Chagas procurado pelo povo por sua fama de milagreiro. São José é o padroeiro do Ceará, mas aqui é o padroeiro da chuva. Não é São Pedro. Os santos estão quase todos ligados a um problema particular em relação aos homens. Há o padroeiro dos motoristas, dos que tem dor de garganta, a padroeira contra os males da vista e muitos e muitos outros , incluindo os do estado, cidade, país. Como o protestante não associar este padroeiros com os ídolos ou deuses pagãos, já que no paganismo também havia o deus da chuva, da fortuna, dos doentes e alem do deuses do lar e nacionais? E a relação com as imagens dos santos indicam pela forma como estas são tratadas que o povo ver santos e imagens como a mesma coisa. Aqui no Ceará tinham o costume de roubar a imagem de São José das capelas para fazer chover e devolviam em procissão depois da primeira chuva. Em Barbalha, também no Ceará, cortam um pau para a bandeira na festa de Santo Antonio e as mulheres solteiras dizem que se tocarem nessa pau casam no outro ano.Outras fazem chá com a casca deste mastro. Lembremos que a maioria dos protestantes foram católicos de devoção ou superficiais,que se converteram as suas "igrejas". Eles desconheciam tal como desconhece hoje a maioria, o catolicismo dos padres da Igreja, dos doutores da fé, dos mártires, das virgens consagradas, dos grandes místicos como Teresinha de Liseux (Desta só conhecem a novena das rosas pra receber graça) de uma Teresa D´Avila. O catolicismo do oficio Divino, oração da Igreja durante todo o dia, para louvar a Deus com a Igreja celeste. Não surpreende que muitos católicos se convertam as seitas evangélicas quando estas mostram que os povos pagãos que rodeavam os judeus faziam coisas parecidas com as imagens de seus deuses ou ídolos. Levavam estas imagens em procissão, se curvavam diante deles. É só ler o livro, que nem se quer faz parte da Bíblia deles, de Baruc , para se perceber a semelhança quando este fala de como eram os ídolos na Babilônia. Perante esta situação não é fácil dizer para um protestante que temos as estátuas dos santos como as fotografias de nossos familiares. Ele poderiam dizer que não colocam fitas nestas fotografias, não as levam em procissão e nem se ajoelham diante delas. Enfim, são apenas uma recordação. Como agir perante essa realidade? Muitos padres vão pelo lado radical. Retiram imagens, dizem que os santos não são deuses...mas o que um padre diz numa paróquia outro deixa de dizer em outra, principalmente nos centros de romarias. Outro aspecto da devoção aos santos é facilidade com que este conduzem a sincretização com deuses africanos. Era muito fácil para um negro escravo associar a padroeiro contra raios e tempestades com o orixá deles que era a deusa das tempestades deles, Iansã. Se a função era a mesma como não poderiam ser a mesma pessoa? A mesma coisa fizeram com Jesus e o Senhor do Bonfim em Salvador. O que fazer então? Protestantizar a Igreja e revogar o culto aos santos? Não é preciso e muito menos possível. Basta fazer conhecido e popular o verdadeiro catolicismo. O Catolicismo dos sacramentos vividos regularmente. Da adoração a Deus por Cristo, como o viveram os grandes santos. As festas populares são grande ocasião de catequese. Não é preciso dizer que os santos não são deuses. O povo sabe que há só um Deus. É preciso dizer, isto sim, que eles foram católicos praticantes, fiéis, que amavam Deus sobre todas as coisas, que deram sua vida por Cristo, servindo-o acima de tudo. É preciso também desvincular os santos de um ministério próprio. Do tipo, São Cristovão, motoristas, São Brás, garganta, Santa Edwiges, endividados, São Expedito , causas urgentes, Santa Rita de Cassia, causas impossíveis e outras. Os santos intercedem junto a Deus segundo a vontade de Deus e não a nossa vontade. Rogam por nós sem cessar independente do que pedimos. Intercedem por qualquer pedido e não apenas por um determinado. Mostrar que as imagens representam os santos que estão no céu. Não são eles. Eles viveram aqui, morreram e estão no céu com Cristo. Porem é necessário também fazer conhecido o catolicismo da oficio divino,dos místicos, dos santos padres. O catolicismo que gerou tantos santos. Pois estes nos pedem apenas uma coisa. A mesma que pediu São Paulo Apóstolo. "Sede meus imitadores, como eu o sou DE CRISTO."

3 comentários:

  1. Uma boa catequese é a melhor prevenção contra o abandono da fé e contra a barbárie. Quem conhece bem a Igreja não a abandona.

    ResponderExcluir
  2. Sem dúvida. Precisamos catequizar os católicos. E como o nosso povo em sua grande maioria não tem acesso a bons livros católicos e não gosta de ler, a unica forma é através do anuncio, da palavra, nas grandes festas religiosas populares.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Anacoreta. Obrigado por visitar e comentar no MARC - Realeza de Cristo.

    Tentei deixar comentário em seu blog, mas fica aqui minha gratidão.

    ResponderExcluir