domingo, 30 de janeiro de 2011

A VIRGEM MÃE DE CRISTO


Os protestantes deviam aceitar de uma vez por todas: MARIA É A MÃE REAL DE JESUS; TÃO MÃE QUANTO A NOSSA MÃE É VERDADEIRAMENTE NOSSA MÃE. Insistem em afirmar que Jesus morreu por eles, mas esquecem de que para morrer, ele precisou ser homem de verdade e, pra ser homem de verdade, ELE QUIS TER UMA MÃE. Entendam: ELE QUIS TER UMA MÃE.

A maioria deles só se referem a Maria para rebaixá-la. Fazer dela uma mulher qualquer. Por isso a primeira coisa que dizem é que ela deixou de ser virgem. Não há uma só passagem no Evangelho que afirme categoricamente: “Maria e os filhos dela. A mãe de Jesus e os seus filhos… Tiago, filho de Maria, mãe de Jesus…” Tem algum trecho assim? Não? Então porque insistir em que os ditos irmãos de Jesus, são filhos de Maria? Será que ao afirmar isso pensam que não irão atingir Jesus? Atingirão, sem dúvida. Muitas “igrejas” protestantes não crêem mais que Jesus nasceu de uma virgem e sabem por quê? Pelo simples fato de que se Jesus fosse o primeiro de uma filharada de Maria, como saber se ela o concebeu virgem? Embora esteja no Evangelho de Mateus e Lucas, o fato de Jesus ser o mais velho, dificultaria e muito, a crença numa concepção virginal;Jesus poderia ser filho de José, tanto quantos os outros, certo? Lembre que durante a pregação de Jesus, nem os apóstolos, nem as mulheres sabiam que Jesus não era Filho de José. Veja:Mt. 13,55; Lc 4,22;Jo 1,44; Jo 6,41-42. Todos o chamam filho de José. Agora pense: Depois Jesus ressuscita e Maria conta que Jesus não é filho de José, mas concebido pelo Espírito Santo. E conta isto junto com seus outros filhos. Você acha que seria fácil aceitar uma história destas se Jesus não fosse filho único? Só um milagre faria o povo aceitar e entender, como uma mulher que concebeu sem homem o próprio filho de Deus, resolveu depois gerar de um homem, por relação natural, uma filharada. Eles insistem nisso porque querem é mesmo diminuir Maria. Rebaixá-la à condição de uma mulher comum. Uma mera mãe de Família. Até esquecem que ela é A MÃE DE JESUS, O SEU SALVADOR. Nenhuma vez se referem a Maria com respeito. Refere-se a ela com ódio, com desprezo. E ainda dizem que adoram o FILHO DELA. Como entender estes que amam o Filho e adoram o filho, desprezem a mãe dele? A forma de se referir a Maria demonstra isso. Desprezo, raiva, indignação, como se ela fosse a maior inimiga de Cristo. Ela que nos disse: “Façam tudo o que ele vos disser.”Jo 2,5 Que Elisabete pelo ESPÍRITO SANTO, sim o mesmo Espírito, que estes afirmam ter quando lêem a Bíblia e não lhe mostrou esta passagem: “Quem sou eu para vir a ter comigo a Mãe do MEU SENHOR?" Lc 1,43. Será que o Senhor que eles adoram é o mesmo filho de Maria? Por que se ele não for o filho de Maria, a Cheia de Graça ( ou Agraciada, como erradamente entendem) ele não é Jesus, o Cristo. Eu adoro o filho de Maria e os "evangélicos?"

Maria não precisou fazer voto de virgindade.Não há biblicamente prova de que o tenha feito. A pergunta em Lucas" Como se fará isso, se não conheço um homem?"Lc 1, 34 indica que ela presente que o filho anunciado não será do esposo e pergunta pelo modo como se fará.Que Maria tenha feito voto de virgindade não é dogma, embora seja uma crença antiga e piedosa; porem vai de encontro aos costumes judaicos da época. Mas com certeza, se Jesus veio de forma inesperada, como narra Lucas, antes dela viver como uma esposa normal com o seu futuro marido, sem dúvida ,tudo mudou depois da anunciação; José passa a ser o pai de Jesus perante o povo e acobertar o mistério de Jesus; dar a descendência de Davi, já que as mulheres não transmitiam descendência. Observar como Mateus e Lucas insistem que José é da descendência de Davi. Mat 1,20; Lc 1, 27; e claro também salvar a reputação de Maria. Maria deixa de ser a simples esposa de José e passa a ser A MÃE DO MENINO como afirma Mateus varias vezes.Mt 2,13.14.19.21 Acreditar que Maria ,que guardava tudo em seu coração ,(Lc 2,19)não tenha ficado tocada com o fato de conceber sem homem o próprio Filho de Deus, seria improvável. Só se na época fosse uma coisa normal conceber virgem é que Maria não teria dado a menor importância ao fato. Não era e nem é comum nascimento de virgens.

Nós cremos que Maria permaneceu Virgem POR CAUSA DE JESUS. Foi Jesus que selou a virgindade de Maria,sua mãe. Então para nós é motivo de glória para Jesus, este ser o único homem do mundo, que pode dizer que é filho de uma virgem. Esta glória os protestantes não querem dar a Jesus. Eles rebaixam Jesus a condição de um filho mais velho. E ainda dizem que o amam e o adoram. Negam que ele seja nosso irmão porque não admitem que ele tenha uma mãe agora. Para eles a relação mãe e filho terminou quando Jesus se batizou no Jordão. Mc .1,9. Esquecem que Maria é dita mãe de Jesus,mesmo depois da Ressurreição do Filho. At .1,14. Negam a ele a honra de ser chamado FILHO DA VIRGEM MARIA. Pois para estes, Jesus é o filho da ex-virgem Maria.

Dai-nos Senhor verdadeiro afeto filial àquela que nos destes por mãe e que por suas preces possamos ouvir a palavra do Pai e coloca-la em pratica. Amem.

3 comentários:

  1. Salve Maria,

    Irmão, esse texto é belo e profundo, só não aceita Maria como mãe que não quer, ou que insiste em ir contra o que é claro, a questão já foi resolvida muito anos, quer que aceitem ou não, Ela é nossa Mãe e Mãe de Jesus, pois assim Deus o quis.

    Fique com Deus e que Maria interceda por todos nós. Um abração.

    Joelma do blog SERVA DO SENHOR -http://jodedeus.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Sem duvida Joelma. Rezemos pelos protestantes para que eles honrem a Mãe do Senhor e retornem à unica Igreja de Cristo.

    ResponderExcluir
  3. MARIA:FILHA DE DEUS, MAE DE JESUS E ESPOSA DO ESPIRITO SANTO

    ResponderExcluir