sábado, 6 de agosto de 2011

Bem-aventurados os simples!

Eu o encontrei quando estava a espera de ser atendido pelo medico oftalmologista. Espera longa. O Senhor Raimundo, 78 anos  sentou-se ao meu lado e quando iniciamos a conversa ele mostrou a grande sabedoria dos simples, dos humildes homens de fé; os que foram elogiados por Jesus. Relembro algumas palavras dele,  que me marcaram.

"Fui casado duas vezes. Tive 22 filhos. Mas nunca fui junto ou quis mulher de outro homem."

"Tenho um filho, o mais novo, que está junto com uma mulher de outro. Não acho isso certo. Mas ele diz: Pai os tempos mudaram. Eu digo. Mudaram pra quem não tem MORAL. Pra quem tem MORAL o TEMPO sempre é o mesmo."

"Meu Pai sempre dizia: Meu filho, cada um faz a sua cama. Mas seja ela bem feita ou mal feita é você mesmo quem vai deitar nela."

"Eu sempre rezo pra Jesus. Jesus é para todo mundo mas nem TODOS SÃO PARA JESUS. Ele não tinha merecimento de morte mas morreu por  todos."

"Homem de cabelo grande, de brinco e de tatuagem não deixo na ficar na minha casa. Sei diferenciar quem é gente do bem e gente ruim." Aí eu perguntei , como? E Ele me contou esta história:
"Fui comprar uma carne e o dono foi cortar de um outro pedaço. Aí, eu disse: Desse aí não quero. E por que? Perguntou o dono. Porque esta carne é de ontem. Ah, e você sabe como? Eu conheço carne ..."

"Um inimigo meu tirou a cera de um terreno que eu tinha. Dizia que não era minha terra. Peguei o revolver enchi de bala e fui pra matar ele no roçado. (e logo me veio a boca dizer a ele, que Jesus mandou amar e perdoar os inimigos, mas não deu tempo, pois ele continuou) Mas PEDI A JESUS PRA TIRAR ELE DA MINHA FRENTE. GRAÇAS A JESUS, NOS DIAS EM QUE EU FUI AO ROÇADO,  ELE NUNCA APARECEU." (Eis aí o verdadeiro homem de coragem amaciado ou influenciado pelo evangelho de Cristo,  sem violência à sua natureza de luta, de bravura. Matar por querer nunca!  Pra se defender sim, sendo preciso; mas Jesus, tira o meu inimigo da minha frente, para que eu não me veja obrigado a mata-lo. Pedido sincero de um filho, que acredito, Jesus atendeu com um sorriso. Pacifismo sincero e não o falso pacifismo do Rcok Roll, faça amor, não faça a guerra.

"Adoro plantação. Vivi da terra, sempre que vi um terreno tive vontade plantar ..." (Não teve vontade  de invadir e tomar, mas de produzir. Lembrei do meu avô, que viveu na terra dos outros; viveu da agricultura e criou com muitas dificuldades 18 filhos. Entre eles minha mãe.  Hoje tem a terra em que morou e fez produzir, graças ao uso campeão. Justa reforma agrária, para quem viveu da terra e produziu nela. Terra não usurpada , nem dada, e nem tomada;  terra  merecida.

Que Deus abençoe o seu Raimundo. O mantenha firme na fé que recebeu de seus pais. E lhe conceda longos dias ainda na terra, para que possamos louvar o Cristo pela sabedoria dada aos humildes, os pobres de coração. Pobres, porque sabem que tudo e todos, estão nas mãos de Deus Nosso Senhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário