quarta-feira, 20 de junho de 2012

A CRUZ DE CRISTO





"Ó insensatos gálatas! quem vos fascinou a vós, ante cujos olhos foi representado Jesus Cristo como crucificado?" Gl  3,1



"Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo."

 Nosso Salvador e senhor Jesus Cristo poderia ter sido morto de muitas formas. E no entanto escolheu morrer numa cruz. Se os judeus não estivesse sob  ocupação de roma, Jesus teria sido condenado ao apedrejamento, como determinava a lei para os blasfemos. Meditando nesta escolha predeterminada do Verbo encarnado deduzo que o real motivo de Jesus assumir a morte na cruz, está respondida no Evangelho de João, o discípulo amado quando do mesmo escreve: "E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado." João  3,14. Só a cruz poderia suspender Jesus entre o céu e a Terra e se tornar um símbolo visto por todos. Seria repugnante representar um enforcado e impossível tornar um   sinal visível aos olhos de todos, a  morte por enforcamento, apedrejamento ou decapitação. Alem de que, a cruz, transformada em instrumento de morte pelos romanos, para outros povos já era um símbolo sagrado. E representado em várias formas, mantendo porem, o essencial. Duas retas que se cruzam. Vide a cruz céltica, de São Tiago e de Santa Brígida dentre outras. Desta forma Jesus poderia ser reconhecido e acolhido por todas as culturas, mesmo representado na morte. Já que o sentido da cruz ultrapassa e muito a representação de uma condenação.

Infelizmente Jesus crucificado e a própria crua foi se tornando aos poucos uma jóia; um enfeite; O crucifico se mostra até romântico aos nosso olhos. Se preste bem a ser um item de decoração. Mas contemplar um agonizante na cruz, até mesmo um criminosos não é nada romântico. Sem dúvida é uma cena cruel, porque é um tipo de morte demorada e terrivelmente dolorosa. E Há que especificar que Jesus além da crucificação foi terrivelmente açoitado, coroado de espinhos e todo o seu corpo seria como uma uma ferida única. Banhado em sangue. Contemplar a cruz deveria despertar em nós não sentimentos de compaixão e pena por quem já venceu a morte e o pecado, mas de profunda por nossos pecados e consideração pelo imenso amor que Deus nos mostrou em seu Filho para nos salvar. Jesus assumiu em sua carne a injustiça feita a todos os injustiçados da História. Porem, o mais inocente dentre os homens, embora inocente do crime pelo qual fora condenado,  merecia morrer;  já que todos nascemos sob o pecado. Só Jesus não merecia morrer. A contemplação da cruz deve nos trazer a mente o alerta de Jesus para as filhas de Jerusalém:"Porque, se isto se faz no lenho verde, que se fará no seco?" Lc 23,31. Ao olhar o crucificado, contemplando o que o pecado fez em nossa natureza e que ponto á capaz o amor infinito de Deus, que consistiu em abdicar de todos os seus poderes e assumir a fragilidade de nossa natureza. Nenhum deus pagão foi entedio desta forma, embora há historias de deuses mortos e ressurgido, não consta que o tenha sido por amor as suas criaturas.

Santa Joana d´Arc ao quando estava na fogueira pediu, ao padre que a ajudava, que trouxesse uma cruz. "Suplico-vos, humildemente, irdes à igreja mais próxima e trazerdes a cruz, mantendo-a perante os meus olhos enquanto  eu tiver vida" A força dos santos veio e vem sempre da cruz. É na contemplação do amor que se doa até o fim, que permite morrer como uma semente, para que desta nasça muitos frutos. Santa Joana percebeu que sua grande vitória era Jesus crucificado. Jesus aparentemente derrotado. Ao contemplar a cruz ela entendeu porque deveria ser libertada, não da prisão, mas de si mesma, de qualquer apego mesmo material. Só esta libertação seria uma grande vitória. A vitória sobre o próprio eu limitado, a vitória sobre o ódio dos que a mataram e o maior testemunha de amor à França, sem dúvida, mas também aos próprios ingleses, por quem ela rezou e que perdoou como  o fez Jesus no calvário ao povo judeu. Por isto as imagens dos santos os representam ,em geral, segurando a cruz. Porque a cruz de Cristo é fonte da santidade e o estandarte da vitória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário