sábado, 12 de abril de 2014

Os Santos e as imagens




         Quem são os santos cristãos? Todos aqueles que foram lavados, santificados e justificados pelo sangue de Cristo (1Cor 1)Aqueles a quem Jesus declarou Felizes porque ouviram a Palavra de Deus e a obedeciam. (Lc 11, 28) São os que Deus escolheu, para por meio deles manifestar o seu nome aos outros. Como Paulo, o Vaso de eleição.  Todos os santos o são por Cristo, e em Cristo. Eles creram que Jesus veio do Pai e o amaram e fizeram a sua vontade.  São também os que servem de exemplo para os outros. Jesus mesmo afirmou que se devia perpetuar a memoria e anunciar o que se fez em favor dele; foi isto que disse Jesus em relação  à mulher que lavou seus pés e os enxugou com os cabelos. (Mc 14, 9) São aqueles que após o termino desta vida estão no céu com Cristo E muitos destes são apresentados como modelos para nós, que somos também chamados à santidade. É nisto que consiste a canonização de alguns cristãos que se destacaram no amor a Cristo e aos irmãos.

         Para perpetuar a memoria destes cristãos e indicar sua existência aos outros a Igreja não recusa que sejam feias imagens deles. Assim como Jesus Cristo não é um ídolo, a imagem dele não é um ídolo. Assim como a virgem Maria não é uma falsa deusa, a imagem dela não é um ídolo ou um deus falso. Assim como a imagem de São Paulo, representa um apóstolo de Cristo e não um ídolo pagão. O que identifica um ídolo?  A sua existência imaginária e sua independência de Deus e de Cristo. Os ídolos são deuses imaginados pelos homens e ligados às forças da natureza. Iemanjá é sim um ídolo, porque representa o poder do mar e nada tem a ver com a fé em Cristo Jesus, Na verdade nunca existiu.  Ter uma imagem de Iemanjá em casa é praticar a idolatria. E embora haja semelhanças em relação ao culto das imagens na Igreja católica e nas celebrações aos ídolos, há também importantes diferenças. Não oferecemos holocaustos de animais às imagens dos santos. Nem alimentos. Para cada orixá do Candomblé há um alimento preferido. Não há alimento preferido para a Virgem Maria e os outros  santos. A igreja nunca admitiu fazer isto.
         Mas se uma pessoa pensa que por ter a imagem de um santo ela tem poder sobre ele, está agindo como uma pessoa pagã. O Concilio de Trento é bem claro."Além disso declara este santo concílio, que as imagens devem existir, principalmente nos templos, principalmente as imagens de Cristo, da Virgem Mãe de Deus, e de todos os outros santos, e que a essas imagens deve ser dada a correspondente honra e veneração, não por que se creia que nelas existe divindade ou virtude alguma pela qual mereçam o culto, ou que se lhes deva pedir alguma coisa,"(sessão XXV) Não honramos as imagens dos santos porque há nelas algo de poder ou divino, mas porque elas representam os servos de Deus. Se comprar uma imagem de Santa Luzia para nunca ficar doente da vista, ou de São Rafael para sarar de uma doença, ou de Santo Expedito pra resolver um problema urgente, você está crendo que por possuir  imagem deste santo  terá poder sobre o mesmo. E isto é puro paganismo. Ter em cassa uma imagem da Virgem ou de outro santo deve ser com um único objetivo, divulgar a vida d santo ou manifestar seu amor pessoa por ele e para lembra-lo do que ele fez como cristão. Tudo o que ultrapassar isto chegas próximo a idolatria pagã. A Bíblia permitiu a mando do Deus que se fizessem imagens de anjos e animais para o templo porque entendia desta forma o sentido das imagens. Elas indicavam o poder a presença do único Deus verdadeiro.

Eu lhes asseguro que onde quer que o evangelho for anunciado, em todo o mundo, também o que ela fez será contado em sua memória".

Marcos 14:9
Eu lhes asseguro que onde quer que o evangelho for anunciado, em todo o mundo, também o que ela fez será contado em sua memória".

Marcos 14:9
Eu lhes asseguro que onde quer que o evangelho for anunciado, em todo o mundo, também o que ela fez será contado em sua memória".

Marcos 14:9

Nenhum comentário:

Postar um comentário