quarta-feira, 18 de março de 2015

José filho de Davi, Não tema receber Maria como tua esposa



     
 http://www.donbosco-torino.it/image/Archivio/02-Maria_di_Nazaret/02-Maria_e_Giuseppe.jpg
        No dia 19 de março celebramos mais uma vez a memoria de São José. Ele é apresentado nas Sagradas Escrituras como o Filho de Davi e o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus.
        As escrituras fazem poucas referencias a São José, mas dizem o que é essencial sobre ele. Apenas por meio de José, filho de Davi, o Messias anunciado ao povo de Israel poderia se apresentar como da descendência de Davi e ser reconhecido como legitimo Messias.
         O casamento entre a Virgem e Maria e São José foi providencial e não acidental. Deus quis uma Virgem casada com um descendeste de Davi para que se cumprisse a profecia sobre o descendente de Davi que assumiria o trono do reino de Israel. Se por Maria Jesus é o Filho único de Deus, é por José que ele herda a descendência de Davi e foi a fé de José no mistério do que Deus realizou em Maria, que fez com que ele assumisse a sua esposa e o Filho dela com se fosse verdadeiramente seu.
        Exemplo de varão justo e obediente, que São José proteja toda a Santa Igreja que esta  sempre seja fiel ao Redentor, como ele o foi e a salve das mãos dos Herodes de hoje, que fingidamente dizem que querem adorar a Jesus.

segunda-feira, 9 de março de 2015

A missão de Santa Joana




http://1.bp.blogspot.com/-4p_krpc0bIc/Td1k0wEgj_I/AAAAAAAAAV8/3WKkK5HnWNg/s1600/Cristo+rei+e+joana+serva.jpg




         A Missão e espiritualidade de Santa Joana d´Arc consistiu em viver e anunciar a Realeza social de Jesus Cristo. Não só os indivíduos de vem obedecer a Cristo, mas também as nações e os seus governantes,  Não é possível um Estado laico e indiferente a Cristo se os seus governantes foram batizados e se professam cristãos. Neste caso, se não podem governar como cristãos o correto seria renunciar a toda participação política num estado que os impedisse de o faze-lo ou lutar para mudar esta situação. Foi isto que entendeu o Imperador Teodósio e a Igreja quando em 395 d. C declarou o cristianismo como Religião oficial do Império Romano, cumprindo assim a profecia de Crista de que o reino messiânico seria tirado dos judeus e dado a outro povo que produziria os frutos.

         O problema é como conciliar diversidade de religiões num Estado oficialmente cristão. Para ser fiel ao Evangelho não se pode obrigar os não cristãos a se converterem e nem persegui-los por causa de suas crenças. Mas o Estado não deve ajuda-lo a promover suas religiões falsas nem fazer acordos com as mesmas. Deve deixa-los livre e por conta própria e ao mesmo tempo ajudar a Igreja a anunciar Jesus Cristo com Senhor e Rei para todos por todos os meios lícitos e possíveis. E acima de tudo os cristãos pelo exemplo, de amor e tolerância o quanto for possível devem conquistar por suas obras ou pagãos para professar a fé e submeter-se a Cristo rei. Eis a mensagem de Santa Joana d´Arc para os estados que ainda te maioria cristãs em nossa época.

domingo, 8 de março de 2015

Redimidos pela morte de Cristo




           
Nosso Senhor Jesus Cristo nos libertou da morte eterna pela cruz. A ressurreição foi o premio que Ele mereceu para si mesmo e para nós pela graça. Sua morte na cruz foi em virtude de sua obediência perfeita à missão que recebeu do Pai Eterno; de amar os homens e acima de tudo a vontade de Deus ao ponto do sacrifico da própria vida. 
                              E por haver sido obedecente de forma radical Deus o ressuscitou enquanto verdadeiro homem e pelos merecimentos dele todos nós participamos da vitoria sobre a morte, embora não tenhamos sido mortos na cruz a sua morte beneficiou a todos. Eis o grande mistério que é atualizado em cada missa, A morte de Nossos senhor Jesus Cristo pela remissão de nossos pecado e a vitória de Cristo sobre a morte pela morte.