segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Católico... pela Graça de Deus











São tantas as vertentes presentes na Igreja Católica na atualidade que não basta dizer que se é católico. Sem duvida se você disser que participa da missa no rito antigo irão dizer que é tradicionalista. Se vai a um evento como o Halleluya  voce é da renovação carismática ou da comunidade Shalom. Já é bem distante a época em que bastava se dizer cristão para ser identificado como Católico, isto porque ser cristão e católico eram sinônimos antes da deforma luterana. Santa Joana d´Arc afirmou simplesmente aos seus juízes: "sou boa cristã, fui bem batizada e como boa cristã morrerei." Porem, hoje você é enquadrado em alguma corrente ou movimento católico, mesmo que queira ser apenas um bom católico como o foram todos os bons católicos do passado.
E porque não basta afirmar católico apenas? Simplesmente porque temos hoje católicos ecumênicos, marxistas, pentecostais e pasmem até que se dizem abortistas e muitos outros. No entanto se você se identifica como católico e sabe que ser verdadeiro católico é aceitar tudo  o que a Igreja sempre ensinou e tudo o que sempre condenou é preciso apresentar-se de uma forma que era comum no passado. Basta dizer: SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO PELA GRAÇA DE DEUS. Os progressistas por certo torceram os lábios porque para eles ser romanos não é ser plenamente católico... mas um papista.  Os pentecostais não se apresentam assim de uma forma geral e os ecumênicos não aceitarão se disser que se é católico pela graça de Deus pois creem que também  é uma graça  divina  ser budista, protestante, animista  e de outros credos.
 Mas o fiel católico sabe que ser católico fiel a Sê apostólica de Roma é um dom de deus em Cristo Jesus e que isto é o único necessário. Esta é a única definição completa e suficiente. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO PELA GRAÇA DE DEUS!
Francisco Silva de Castro

Nenhum comentário:

Postar um comentário