sábado, 19 de novembro de 2011

"EIS O VOSSO REI!" (Evangelho de São João 19,14)

 

Em nossa época em que muitos agentes de pastorais da Igreja Católica, falam do reino dos Céus ou do Reino de Deus, quase nada se fala do Rei deste reino.Acredito que os teólogos da libertação deveriam repensar esse discurso.Não há  Reino sem Rei. E o Reino dos céus não é uma monarquia parlamentarista em que o Rei não tem poder nenhum. Quando se referem ao Rei é para dizer que o mesmo quer reinar apenas em nossos corações, em nossa vida pessoal. Que as nações não precisam de sua doutrina, de reconhece-lo Senhor e único soberano. Que não devem estimular e incentivar o conhecimento e o anuncio deste Rei e de sua pessoa. Pregam um reino que consiste num programa socialista de igualdade e permissividade. Tudo deve ser tolerado, tudo deve ser aceito. Só não se pode aceitar que haja apenas um Rei, uma só fé, uma só doutrina, um Senhor e uma só Igreja. Porque isto exclui ateus, islâmicos, judeus, macumbeiros candomblé, espiritismo, outras ideologias religiões. 
Um rei dos espíritos, um rei dos céus, um rei para minha vida individual não incômoda ninguém. Um reino socialista, igualitário, permissivista atrai muitos. Inclusive alguns católicos. Até porque a figura do rei terreno ficou associada ao luxo e à tirania. Ao poder e à superioridade conquistada apenas pelo nascimento. Que Jesus reine no céu. Reine para os anjos. Reine lá para os santos. Mas não misturem sua doutrina de justiça, piedade, exclusividade dele como Senhor, com as leis dos homens. Não competi a ele inspirar e governar os povos e os governantes. Se assombram só em pensar no ressurgimento de uma nova cristandande. Época em  que o messias, cumpriu a profecia que se referia ele, como aquele que governaria os povos, com vara de ferro.  Rei dos corações! Ótimo! Coração nada tem a ver com poder. Pode reinar no seu coração ou no de outro. Mas não podemos anunciar que ele é o unico caminho para Deus. O unico por meio de quem Deus se revela e o unico que tem o poder e o querer de revelar o Pai. (Lucas 10,22) Sim! ele o revelou aos humildes, aos simples. Os reis de sua épocas o rejeitaram. Reis de outras épocas a ele se sujeitaram. Realizaram bravuras em seu nome e por amor a ele acolheram e perdoaram. Muitos podem até mesmo haver se excedido em seu zelo por causa dele. Falhas da natureza humana decaída pelo pecado. Mas ele era rei entre outros reis. Aquele que fora conhecido como um simples filho de um carpinteiro e de uma modesta dona de casa. (Mateus 13,55)
Interessante ouvir pessoas da Igreja enfatizar tanto o Reino dos céus, o plano de Deus,  clamar por justiça e igualdade, sonhar como uma sociedade marxista igualitária e chamar isto de reino de Deus. Mas e o rei desta nova sociedade. Rei? Que Rei? Rei é o povo. Nesta sociedade não haverá privilegiados. Todos são iguais. Quem é mais do que o outro para ser rei? E recusam o Rei do Reinado de Deus.  O despedem para o fim da história. Param muitos  teólogos este fim já aconteceu para quem morreu, pois este mundo sempre vai permanecer lutando, segundo doutrinas de homens, por igualdade e justiça e liberalidade. Só é proibido proibir! Por fraternidade entre credos e senhores de todos os credos. E mais uma vez, recusam aquele que disse. "Sim tu o dissestes eu SOU REI!" E que reforçou: "Toda a autoridade me foi dada...NA TERRA. Só lembram que toda a autoridade foi dada ele no céu, pois para estes a terra já tem dono e o dono não é Ele, Jesus o Rei dos Reis e senhor dos Senhores. 
Vinde logo  Senhor Jesus!Reinai Senhor neste planeta. Reinai Senhor nestas nações e submetei todos os vossos inimigos, ao escabelo de vossos pés.

Um comentário:

  1. Caríssimo prof. Francisco, fico muito feliz em ver que ainda existem católicos sérios no mundo. O vosso blog é um grandioso instrumento de evangelização e uma evangelização seria e correta que em muito difere dessa evangelização marxista e heretica, que clamam ao povo que caim nas teias da heresia e deturpam as mentes de nossos amados irmãos.Os homens da Igreja só evangelizam com seriedade quando estam ligados a tradição e ao magistério, o contrário é cair na heresia, pois só se anda direito quando se anda sob os olhos de Pedro.
    Um forte abraço e continue propagando o REGNUM CHRISTE.
    In Iesu Rex mundi.

    ResponderExcluir