domingo, 24 de junho de 2012

CRISMA E O DOM DO ESPÍRITO SANTO

O  Catecismo da Igreja Católica explica  em que consiste o Sacramento da Crisma, a unção do Espírito Santo: "...os apóstolos recebem o Espírito Santo e anunciam as maravilhas de Deus (At 2,11). Comunicam aos neobatizandos ,,MEDIANTE A IMPOSIÇÃO DA MÃOS  O DOM DO ESPÍRITO SANTO."  O Sacramento da Crisma, consiste segundo o mesmo catecismo, na unção pelo bispo com o santo óleo no batizado e com as palavras: "RECEBE POR ESTE SINAL O DOM DO ESPÍRITO SANTO." Considerando o que foi explicado acima, pode um católico fiel, crer que haja outro na abismo no Espírito Santo que se diferencia da Crisma? De forma alguma, porque desta forma teríamos um oitavo sacramento ou  no mínimo um novo sacramental. O Batismo no Espírito Santo, conforme as Sagradas Escrituras se diferencia do Batismo em Nome de Jesus, nas águas e invocando a Santíssima Trindade. No Atos dos Apóstolos, quando os discípulos encontram seguidores de Jesus que só haviam , recebido o Batismo de João é perguntado a Estes: "Recebestes o Espírito Santo quando fostes batizados? E os mesmos respondem: "Nem sabemos se existe um, Espírito Santo" Percebemos que  o dom Espírito Santo era concedido logo após o batismo nas águas e não antes deste, (Atos 19, 4-7) a não ser na casa de Cornélio, um pagão, para mostrar que aos gentios também era concedido ser batizado  ser discípulo dele.(Atos 10, 44-48 Foi uma revelação, de que o Amor de Deus, em Cristo, estava destinado a todos os povos. Mas a regra era receber o dom Do esprito Santo, pela imposição das mãos dos apóstolos, logo após o batismo. (Atos 19, 5-6)

Por que na Crisma não se manifesta o dom de línguas, sinal de que o Espírito Santo foi derramado ou dado,  como aconteceu com Cornélio? Pelo porque os  carismas extraordinários são necessários apenas  em terras de pagãos, Pelo fato da  palavra de Deus precisar ser confirmada com milagres verdadeiros e não com manifestações , que muitas vezes ocorrem devido a  própria mente da pessoa e pelo clima místico  do ambiente que conduz a estes fenômenos. Segundo, e mais importante do que os dons extraordinários, como falar línguas, curar, fazer profecias, milagres, são dos frutos e os dons do Espírito Santo: A bondade, a temperança, a magnanimidade e todos os que são citados na carta do Apóstolo Paulo aos Gálatas 5, 22-23. 
Há que registrar que o Dom do Espírito Santo era concedido pelos apóstolos ou  pessoas autorizadas por estes. Primeiramente pelos 12 apóstolos ou então por pessoas indicadas por eles. Não é permitido a um leito invocar, o Espírito Santo, impondo as mãos sobre um outro, já batizado. O Catecismo da Igreja Católica é bem claro.  O Ministro da Crismo é o bispo ou um padre quando autorizado por este. Nunca um leigo.  Cf. CIC nº 270.

Podem dizer que o sacramento da crisma é apenas a confirmação das promessas do batismo, que com o passar do tempo foi sendo ministrado a crianças; sendo o batismo de adultos  um fato raro na Igreja no ocidente. Certo que a unção com Espírito Santo vinha logo após o Batismo nas águas de pessoas adultas. Porque a conversão entre os gentios era de pessoas adultas. Mas sempre houve este sacramento. Ele não foi criado depois, só para que o batizado confirmasse suas promessas batismais. Na verdade,  se acrescentou a renovação destas promessas  por ocasião da Crisma a renovação dos votos do batismo, feito pelos pais e pedrinhas em nome da criança, que foi batizada na fé  da Igreja. Estes são confirmados e não realizados pelo adulto. Mas o que importa é  que  crismado está sendo ungido e recebendo o dom do Espírito Santo na santa Crisma. Concluirmos  que há um  unico e verdadeiro batismo no Espírito Santo é  que o sacramento da Crisma. Os  jovens  que estão para se crismar deveriam ser bem preparados para conhecer quem é o Espírito Santo, Seus os dons e frutos  que dele recebemos e como é uma vida conduzida pelo Espírito Santo. Não esqueçamos que no batismo de adulto, a Crisma é conferida logo a seguir ao batismo. Por isto Batismo, Crisma e Eucaristia são chamados de Sacramentos da Iniciação Cristã. Não  há outro batismo no Espírito Santo. Todos os que foram crismados na Igreja Católica são também batizados no Espírito Santo e nenhum leigo tem direito ou mandato de autorizado pela Igreja para impor as mãos sobre outro leigo, batizado e crismado como ele,  invocar o  Espírito Santo sobre ele chamar este reito de Batismo no Espírito Santo.  Não sejamos pentencostais protestantes.

Se for da vontade de Deus, e sincera a fé do crismado, Deus poderá lhe conceder na hora, ou  até mesmo após a santa Crisma, os dons visíveis do Espírito Santo, como falar línguas, dom de milagres ou profetizar; mas o importante é que numa alma de reta intenção, e bem formada sobre o significado e  os frutos da Crisma,sem dúvida receberá do Senhor  o dom da sabedoria e da ciência e o dom do  discernimento dos espíritos, que nesta época se faz  muito  necessário, para distinguirmos o verdadeiro do falso. . Creiamos e tenhamos certeza. Fomos batizados no Espírito Santo no dia de nossa Crisma. E não necessitamos   receber um novo batismo no Espírito pelas mãos de um leigo talvez que nem crismado seja. E supliquemos ao Espírito Santo, o maior e mais importante de todos os dons. A caridade. Que no amor à verdade dá testemunho da verdade e de fidelidade à Santa Igreja

Nenhum comentário:

Postar um comentário