segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Cristianismo e liberdade religiosa.

O cristianismo é religião de Deus. Jesus apresentou-se não como um lider espiritual ou apenas um profeta. ele mesmo afirmou que ninguém vai a Deus a não ser por meio dele. E ainda mais. sabe quem o Pai, filho e aquele a quem o Filho  o quiser revelar. O Pai para Jesus era o Deus dos judeus. Sabemos que para os judeus o seu Deus era o criador do céu e da Terra, o unico Deus existente e verdadeiro. Não há como silenciar a verdade sobre Deus trazida por Jesus. O respeito as outras religiões não implica de forma alguma em apoia-las e muito menos em fazer com que o budista seja mais budista, o hindu seja mais hindu, o macumbeiro seja mais macumbeiro. Isto é uma ofensa a memória dos mártires que morreram por anunciar Cristo aos pagãos e foram canonizados por terem dada a vida por Cristo.

Na mesma proporção em que uma pessoa tem o direto de não se forçada a se converter a uma religião ou  impedida de pratica-la, o cristão tem  o dever de anunciar Jesus e fazer de tudo para os que não  o conhecem se converterem e o aceitarem a Jesus, o Filho de Deus e salvador. A exemplo de Saõ Paulo Apóstolo devemos desejar que todo  o mundo se faça cristão, sem perseguições, livres para servir ao Senhor Jesus. Quem apoia a liberdade religiosa como um direito absoluto de acreditar que todas as religiões são iguais e que o cristianismo é apenas mais um forma de se aperfeiçoar espiritualmente ou de se chagar a Deus está contra a pessoa e a obra de Jesus. O mesmo Jesus deixou bem claro que as cidades que o rejeitassem teriam punição maior do aqueles que não  o conheceram. (Lc 10, 13-15)

Liberdade religiosa não consiste, em unir pessoas de diferentes credos, silenciado  o que é essencial em cada religião em nome  de uma falsa fraternidade. Isto faz o cristianismo inferior aos valores meramente humanos de fraternidade e solidariedade. existe verdadeira solidariedade  por Cristo e com Cristo, pois quem não ajunta com ele desperdiça.(Mt 12,30; Lc 11,23) Só há paz   na verdade e a verdade é Cristo. Se outrora cristãos perseguiram e mataram os outros por causa da religião destes, isto não significa que agora tenhamos como cristãos, de apoiar e incentivar as religiões do mundo caindo no extremo oposto. De forma alguma. O anuncio da pessoa de Cristo e de sua salvação é obrigatório para o cristão.  Pois sendo o cristianismo a religião de Deus, (se entendemos religião como o ligamento de Deus aos homens, Cristo foi  o  caminho escolhido pro Deus para nos fazer voltar a Ele.)  por Cristo temos acesso ao Pai em só Espírito. Só por ele temos a salvação. As outras religiões até  podem conter algumas  verdades mas estas são misturadas com erros grosseiros sobre Deus, sobre o homem e seu destino. Jesus veio nos revelar quem é Deus e quem nós somos, porque ele veio de Deus e voltou para Deus. Em sua humanidade uniu os homens a Deus e sua divindade uniu  Deus aos homens. Por isto,   cristianismo é a religião verdadeira e a verdadeira liberdade religiosa é garantir a todos os povos, o anuncio de Cristo Jesus, para que se salvem e não apoiar as religiões fazendo-as iguais ao cristianismo, porque não há outro nome dado aos homens pelo qual possamos ser salvos. E este nome é: JESUS CRISTO, O FILHO DE DEUS.

Um comentário:

  1. Ola
    é tao gostoso estar aqui.
    gosto das postagens do seu blog
    aguardo que tambem visite o meu
    seu carinho é muito importante para mim
    Um forte abraço
    Que Deus nos guie.

    ResponderExcluir